Assadura da Fralda

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018
A assadura da fralda é um problema muito comum - mais de metade dos bebés com 4 a 15 meses têm pelo menos uma assadura a cada 2 meses. A verdade é que a Carminho tem a pele especialmente sensível e assim que fez 4 meses ficou com uma grande assadura. Este problema deve-se geralmente à humidade ou fricção da fralda, embora também possa ser consequência de uma infeção da pele. Não há que entrar em pânico, apenas tomar algumas medidas para tratar da pele e tentar prevenir que aconteça novamente. Neste post explico-vos os vários tipos de assadura e dou-vos algumas dicas para tratarem/prevenirem este problema.


A Carminho tem muita propensão para ficar com o rabinho vermelho, por isso sempre tive cuidados redobrados. Mas recentemente ficou com uma assadura mais grave, e a primeira coisa que fiz foi consultar o pediatra e uma farmacêutica, para saber como proceder e que produtos utilizar. Pesquisei sobre o tema e comprei o que me foi aconselhado, e consegui resolver o problema rapidamente. Por isso hoje partilho convosco, de forma simples e resumida, toda a informação sobre este problema que faz parte da vida de qualquer mãe. Espero que vos ajude!

Começando pelo início, são vários os tipos de assadura, e o primeiro passo é conseguir identificar qual deles está em causa:

Humidade ou fricção da fralda (mais comum)
Aspecto: pele vermelha e com bolhas de água ou erupção plana e vermelha
Causas: fralda molhada, químicos presentes nas fraldas descartáveis, fricção da fralda na pele frágil do bebé, alergia às fraldas, toalhetes ou cremes...
Nome: Dermatite de contacto

Infeção por fungos (menos comum)
Aspecto: pontinhos vermelhos que se multiplicam, formando uma mancha de erupção.
Causas: fralda molhada, toma de alguns antibióticos, sapinhos
Nome: Candida

Seborreia (pouco comum - deve ser consultado um médico)
Aspecto: grande erupção vermelha, áspera e gordurosa 
Causas: atividade excessiva das glândulas sebáceas da pele.
Nome: Dermatite Seborreica

Infecção bacteriana (pouco comum - deve ser consultado um médico)
Aspecto: manchas amarelas ou borbulhas com pus
Causas: presença de bactérias
Nome: por exemplo, Impetigo


Qual a melhor forma de tratar uma assadura?

O primeiro passo será manter o bebé limpo e seco, mudando a fralda com mais frequência e deixando a zona bem seca. Normalmente a fralda deve ser mudada a cada 3 horas ou quando o bebé faz cocó, mas caso a pele esteja irritada deve ser mudada ainda com maior frequência (eu mudo de 2 em 2 horas). Em relação à limpeza, devem ser evitados os toalhetes que contenham álcool, fragrâncias ou outros produtos químicos. Eu uso os toalhetes Water Wipes (á base de água e extrato de frutos, à venda na Well's) ou compressas com o Liniment Oleothermal da Uriage, para uma limpeza super suave. Depois, uso uma toalhinha de algodão para secar bem a zona e o Pó Cutâneo Lauroderme (tendo sempre cuidado para que a Carminho não respire o pó). Também devemos ter em atenção as fraldas - experimentem ir variando, até encontrarem uma marca que a pele do bebé aceite bem. Comecei a usar as Nunex, à venda no site De Mãe Para Mãe, e estou a gostar muito. A seguir vou experimentar uma novidade em Portugal, as fraldas Muumi Baby, à venda na Farmácia do Passeio Alegre.

Depois, devemos utilizar um bom creme barreira após cada muda da fralda. Este cobre a pele com uma camada protetora, protegendo-a da agressão das fezes e da urina. Neste momento estou a usar o da Isdin, mas parece que o da Mytosil também é excelente. Ingredientes a procurar: óxido de zinco e vitamina A. Se houver uma infeção por fungos, devemos aplicar um creme antifúngico (a Isdin tem essa versão). Se for possível, o ideal é deixar o bebé estar um bocado sem fralda todos os dias, para a pele descansar (isto pode ser complicado em bebés muito pequeninos ou quando está muito frio). 

Para além disto, é necessário ter cuidado após o banho. As dobrinhas do bebé devem ser muito bem enxugadas com uma toalha de algodão bem macia, para que nenhuma zona fique húmida.

Tomando estas precauções, a assadura deve desaparecer ao fim de 3 ou 4 dias. Caso piore ou não passe, o ideal será consultar o pediatra.




1 comentário on "Assadura da Fralda"