Lavar as Roupas do Bebé

segunda-feira, 21 de agosto de 2017
Finalmente terminei esta saga que é a lavagem das roupinhas do bebé antes do nascimento! Inicialmente parece pouca coisa, mas depois temos a sensação que nascem roupas de todo o lado...! Há 2 meses atrás estava completamente à toa em relação a este tema, mas hoje sinto-me quase uma expert! Bem, mas a verdade é que só consegui levar a cabo esta tarefa com sucesso porque pesquisei sobre o assunto e me deram bons conselhos. Reuni toda a informação e partilho-a convosco neste post, da forma mais prática e concreta que consigo. Espero que vos ajude se estiverem a iniciar esta fase.


Quando começar?

Antes de passar aos pormenores mais técnicos, aconselho-vos a começarem a tratar das roupinhas por volta das 30 semanas. Não vale a pena estarem a lavar antes, mas também não deixem passar muito mais tempo, porque para além de demorar mais do que parece, vocês vão ter cada vez menos forças para tratar do assunto. No caso de ser inverno e não terem máquina de secar, mais tempo vai demorar. Eu tive a sorte de ser Verão, o que tornou a tarefa mais rápida. Neste momento estou de 37 semanas e dou graças a Deus de ter terminado!

Como organizar a lavagem?

Em termos de organização, vou dizer-vos como fiz e acho que correu bem. Primeiro, fui lavando por tipo de peça - comecei pelos bodys e outras roupas interiores, depois as fraldas, depois os pijamas/babygrows, depois os fofos e macacões, e terminei com as malhas e lãs. Aconselho também a lavarem por ordem de tamanhos, dando obviamente prioridade às peças mais pequeninas. Assim, se não tiverem tempo de chegar às maiorzinhas, ainda conseguem fazê-lo depois do bebé nascer. (Dica: não se fiem nas etiquetas, porque o tamanho das peças varia muito de marca para marca - vejam antes os centímetros e comparem as peças entre si). Lavar por tipo de peça e ordem de tamanhos permite-vos ir arrumando tudo de forma organizada.

Qual detergente usar?

Passando agora à parte mais técnica, as roupinhas devem ser lavadas isoladamente (não juntar com as do resto da família) e com um detergente específico, já que os normais contém químicos que podem causar irritações e alergias na pele sensível do bebé (mais vale prevenir do que depois ter de lavar segunda vez caso haja alguma reação). Existem várias opções, mas o que mais me aconselharam foi o Skip Baby, e foi o que comprei - e estou super satisfeita (podem ler mais sobre ele aqui). Mas parece que o Norit e o da marca Continente também são bons. E atenção: utilizem pouca quantidade de detergente! Para as lãs, usei Soflan. Em relação ao amaciador, é uma tentação usar já que deixa as roupas mais suaves e a cheirar melhor, e existe o Comfort Pure que é específico para as roupas de bebé, mas é desaconselhado pela maioria dos pediatras para as primeiras roupas. O que me aconselharam foi a não usar até conhecer a pele do bebé, e depois ir experimentando introduzir.
SKIP BABY 9,99€  |  NORIT BABY 4,99€  |  COMFORT PURE 2,99€  |  SOFLAN 2,99€

Que programa escolher?

Antes de mais, uma dica: antes de meterem as peças na máquina, estudem as etiquetas (principalmente quem não percebe nada do assunto). Eu, cada peça que virava do avesso para meter na máquina, lia a lavagem aconselhada. Vão acabar por perceber quais as características recomendadas para cada tipo de peça e tecido (até porque quando o bebé nascer vão ter de cortar bastantes etiquetas e convém saberem). Mas de forma geral, uma vez que são roupas delicadas e que não têm nódoas, o ideal será um programa bastante soft. Para os algodões (bodys, fraldas, pijamas,...) optei pelo programa "Delicados", cujas características na minha máquina são 30ºC | 3 | 600. Para as malhas e outros tecidos grossos, optei por um programa com água fria - Lavagem a frio | 2 | 400. O enxaguamento e a centrifugação são importantes porque eliminam os resíduos do detergente. Finalmente, as lãs lavei cuidadosamente à mão com Soflan, tirei muito bem o detergente, enxuguei a maioria da água com uma toalha e deixei tudo a secar estendido (graças a Deus é verão e secaram rápido).

E depois da lavagem?

As peças devem ficar a secar dentro de casa, nunca fora, ou numa máquina de secar. Assim que tiverem secas, devem ser passadas a ferro e não deixadas ao pó num cesto. Para facilitar a passagem, deram-me um conselho que segui e que vos passo também: comprem uma mini tábua, daquelas usadas para passar mangas de camisa, porque facilita bastante o trabalho! Comprei no ECI por 15€. Não é preciso aquecer demasiado o ferro e idealmente as roupinhas devem ser passadas do avesso, para as peças se manterem com bom aspecto durante mais tempo. E não utilizem produtos para facilitar a passagem. Depois de passadas, devem ser imediatamente arrumadas.

Espero ter ajudado e desejo boa sorte às grávidas que estejam a iniciar esta tarefa! Deixem os vossos conselhos e dúvidas nos comentários!

Comentar
Enviar um comentário